#18 Gerenciando sua energia emocional

#18 Gerenciando sua energia emocional

Você consegue se imaginar bem sucedido em suas resoluções de ano novo se estiver triste, angustiado, ansioso, depressivo? É disso que trata a energia emocional, o tema de hoje em nossa série de 30 dias.

Nas duas últimas postagens desta série tratamos das ideias de Tony Schwartz e Jim Loher, psicólogos de renome e especialistas em gestão de energia. Ambos defendem que, se quisermos perseguir nossos objetivos de forma produtiva, precisamos gerenciar nossa energia e não o nosso tempo, pois energia pode ser trabalhada e renovada, ao contrário do tempo, que não pode ser recuperado. Os autores defendem que há quatro grandes fatores de onde a energia humana provém. Ontem vimos o primeiro deles, a energia física, ou seja, nossa quantidade de energia e disposição física para agir. Agora o assunto é energia emocional.

ENERGIA EMOCIONAL

A energia emocional diz respeito à qualidade de nossa energia. A maioria de nós sofre diariamente vários tipos de pressão, tanto na vida profissional quanto na pessoal. Isso faz parte da vida moderna, mas ainda assim grande parte das pessoas têm enorme dificuldade em lidar com isso. É comum que o resultado imediato desse despreparo seja o desenvolvimento de emoções negativas de todo o tipo.

Essas emoções também surgem como resultado de frustrações por metas não cumpridas. No caso das resoluções de ano novo, o fracasso muitas vezes surge logo no primeiro dia, em razão de emoções como impotência ou insegurança.

Aprender a reconhecer que tipo de evento deflagra emoções negativas é resultado de um processo de autoconhecimento, importante para manter o controle das reações, sobretudo diante de situações adversas. Lembre-se: controle emocional é algo que pode e deve ser trabalhado, e se trata basicamente de transformar ameaças em desafios! Por experiência própria, você certamente percebe que não consegue realizar seus objetivos, produzir bem, se manter motivado ou feliz, caso esteja tomado por sentimentos negativos. Em outras palavras, sem cuidar da qualidade de sua energia, suas resoluções para 2017 ficarão altamente comprometidas.

Faz sentido isso para você?

Então que tal cuidar desde já da sua energia emocional, para garantir o melhor desempenho possível para a realização de seus objetivos para o novo ano? Assim como fizemos com a energia física, aqui também a estratégia é desenvolver alguns rituais positivos de energia, isto é, pequenos hábitos a serem incorporados em nossa rotina diária para que permaneçamos focados também em nossas emoções. Não se trata apenas de controlar os eventos que acionam nossas emoções negativas, mas principalmente cultivar emoções positivas. Segundo Schwartz é Loher, isto terá impacto direto em sua eficiência. Aceita o desafio? Então pegue papel e caneta e responda às perguntas abaixo:

  1. QUE OBJETIVOS VOCÊ PODE ADOTAR EM 2015 PARA MANTER SUA ENERGIA EMOCIONAL SEMPRE ELEVADA E RENOVADA? FAÇA UM BRAINSTORMING ANTES DE DECIDIR, LEVANTANDO POSSIBILIDADES. PARA AJUDAR EM SUA REFLEXÃO, CONSIDERE OS TÓPICOS ABAIXO:
  • FREQUÊNCIA DE SENTIMENTOS DE IRRITAÇÃO, IMPACIÊNCIA E ANSIEDADE
  • TEMPO DE QUALIDADE COM A FAMÍLIA E ENTES QUERIDOS
  • TEMPO PARA ATIVIDADES QUE VOCÊ GOSTA PROFUNDAMENTE
  • EXPRESSAR APREÇO E AOS OUTROS
  • GRATIDÃO PELAS REALIZAÇÕES E PELAS COISAS BOAS DE SUA VIDA

2. ESCOLHA DE 1 A 3 ESTRATÉGIAS ENTRE AS LEVANTADAS NA QUESTÃO ANTERIOR, QUE FUNCIONARÃO MELHOR PARA VOCÊ. NÃO DEIXE TORNÁ-LAS BEM ESPECÍFICAS, COMO VISTO NO DIA 10 DE NOSSA SÉRIE.

3. ESTABELEÇA UM PLANO PARA COLOCÁ-LAS EM PRÁTICA EM 2017.

4. VOCÊ ESTÁ 100% COMPROMETIDO? CASO CONTRÁRIO, O QUE FARÁ PARA CHEGAR AO 100%?

Agora já estamos em condições de incluir em nosso planejamento de 2017 boas estratégias para cuidar de nossa energia física e emocional. Amanhã é dia de abordarmos a energia mental. Imprescindível para tornar suas resoluções mais assertivas!

 

Deixe uma resposta